Tag: Wine Tecnologia

Infraestrutura física ou na Nuvem?

Muitos clientes e até mesmo profissionais de TI se questionam referente ao processo de migração para nuvem. Se perguntando sobre a segurança de ter um Data Center, parte de sua infraestrutura física, armazenamentos e até mesmo outros mecanismos movidos por essa tecnologia.

Recentemente acompanhamos alguns casos de empresas gigantes com problemas. Há pouco tempo atrás, à Canon sofreu uma perda grande por armazenar arquivos fotográficos de seus clientes. O valor até então não foi estipulado.

Acreditamos que a Infraestrutura de TI física nunca deixará de existir, mesmo com toda a transformação tecnológica nas nuvens que estamos acompanhando, além de deixar clientes, empresas e departamentos mais confortáveis com a tecnologia física.

O que você acha sobre as duas tecnologias, e qual delas realmente vale à pena implantar em sua empresa? Lembrando que estudar possibilidades e comparar as duas tecnologias é de extrema importância para garantir a funcionalidade e minimizar erros e futuros problemas em seu projeto de TI.

Indicadores porque medir a infraestrutura de TI

Como medir indicadores em seu departamento de TI?

Todo indicador de infraestrutura deve ser medido por um gestor de TI que irá garantir a execução necessária e ideal de seu departamento. Otimizando o tempo de resposta e ações apresentadas sobre problemas e investimentos referentes a área.

Também responsável por manter dispositivos tecnológicos em perfeitas condições, garantindo que seus colaboradores consigam executar suas atividades sem interrupções no dia a dia dentro do mundo corporativo.

Mas quando é preciso medir indicadores quais pontos estratégicos devem ser analisados na infraestrutura de TI?

Disponibilidade da infraestrutura de TI:

Quando atribuições do setor de infraestrutura deve garantir o funcionamento dos recursos tecnológicos adotados pelas empresas, o indicador que mede o tempo que essa tecnologia ficou disponível sem dúvidas é um dos mais importantes do setor.

Caso os recursos não funcionam as operações da empresa paralisam podendo ocorrer prejuízo financeiro, atrasos em entregas, insatisfação de clientes. Além de muitos outros problemas. ‍

Indicadores de infraestrutura de TI são medidos através de um cálculo:‍

tempo total que a infraestrutura ficou disponível / tempo total que a empresa opera ou operou.

Ex: uma empresa que funciona 8 horas por dia de segunda a sexta, em um mês com 4 semanas vai acumular um total de 160 horas mensais de operação. ‍

Considere que a infraestrutura de TI tenha ficado indisponível em um total de 30 horas. Isso representa 18,7% de tempo inativo ou 81,3% de disponibilidade de infraestrutura. ‍

Quanto mais a disponibilidade se aproximar de 100% melhor.

Sugerimos que sua empresa não fique abaixo de 90%.

ROI (Retorno sobre o investimento).

Sabendo que uma empresa deve ser totalmente estratégica, seu departamento de TI não seria diferente não é mesmo?

Entre os tipos de retorno sobre investimento relacionado a área de TI são:

– Aumento da produtividade da empresa.

– Redução de custos operacionais e demandas de TI.

Como aplicar em sua empresa?

Montando um organograma de um departamento de TI, porém isso poderá pesar nas finanças do negócio.

Contratar profissionais capacitados, treiná-los e adquirir os recursos e equipamentos necessários para o funcionamento do setor.

Para manter bons resultados com os indicadores de infraestrutura de TI, talvez seja interessante avaliar a terceirização de TI, pode custar menos para seu negócio e ainda oferecer os melhores profissionais do mercado.

Por que implementar um sistema de Service Desk em sua empresa?

Modelo de suporte técnico Service Desk.

Service Desk possibilita todos os departamentos da empresa a ter suporte técnico especializado e otimizado. Oferecendo ajuda a todos usuários que tenham duvidas e problemas de TI.

Ao decorrer do tempo o termo ganhou força em diversas empresas e setores, como a principal solução quando necessitam de informações, manutenção, esclarecimentos, dissolução de problemas de TI e entre outros fatores que possam ser solucionados através do Service Desk.

Quais benefícios?

Otimizar a interação com clientes: Muitos clientes não gostam de atendimentos robotizados devido a comunicação limitada.

Um sistema especializado de Service Desk permite que as interações sejam otimizadas e os atendentes podem solucionar problemas e tirar dúvidas de uma forma que o cliente se sinta mais valorizado.

Redução do tempo médio de atendimento: Mais facilidade em solucionar problemas dos usuários, tornando o atendimento mais eficientes e clientes satisfeitos.

Padronização de respostas e soluções:  Informações não são extraviadas, devido a todos os procedimentos realizados a cada etapa do atendimento ser registradas em um servidor nas nuvens ou em outro modo de armazenamento, formando um banco de dados inteligente tornando um padrão de respostas e soluções. Essa vantagem torna o setor de atendimento da empresa mais eficiente, automatizado e produtivo.

Facilidade de comunicação: O suporte será capaz de definir as expectativas dos clientes de duas maneiras.

Eles podem consultar o documento SLA da empresa para definir os pontos prioritários estabelecidos e o tempo máximo que para resolver o caso e também podem periodicamente consultar os relatórios de desempenho e informar os clientes em que etapa o chamado deles está.

4 Dicas para modernizar a Infraestrutura de TI da sua empresa

Com o avanço da tecnologia e a informação modernizar parte da Infraestrutura tem sido muito importante para muitas companhias e marcas famosas.

A Infraestrutura de TI se tornou um desafio urgente quando empresas pensam em competitividade e inteligência.

Separamos algumas dicas de como iniciar esse processo tão essencial e primordial para empresas que querem ser realmente competitivas.

1 – Reveja o inventário assim poderá modernizar a Infraestrutura de TI de sua empresa.

Planejamento é um passo muito importante e sem ele dificilmente conseguimos modernizar uma TI.

Tenha sempre um ponto de partida, todo o processo começa com mapeamento completo da infraestrutura, todos os ativos, parque tecnológico da empresa, aparelhos entre outros itens fundamentais.

Você irá se deparar com a quantidade de recursos ociosos e subutilizados que podem fazer de sua infraestrutura quando esse inventário não é atualizado. Pois é muito difícil conter a proliferação de dispositivos e softwares com o tempo.

Esse processo pode ser de curto ou a longo prazo e varia de infraestrutura para infraestrutura de cada empresa. Passando este primeiro passo, podemos avaliar e partir para próximo passo.

2 – Otimize todo o espaço físico e lógico

Muitas empresas buscam modernizar o espaço físico de sua TI, porém outras buscam essa modernidade virtual.

No espaço físico, investir em modernização e adequação dos equipamentos pode trazer o mesmo desempenhou a superior para os colaboradores, tornando o ambiente otimizado, bem posicionado, circulação e colaboração entre profissionais, tende a aumentar a produtividade ao mesmo tempo em que racionaliza de todos os ativos.

No espaço lógico sabemos que o mundo tende a ser mais digital e nos últimos anos muitas empresas passará pelo processo de transformação digital.

Ambos espaços são extremamente importantes para empresas, a hierarquização de informação e a arquitetura buscam uma melhor forma de aproveitamento dos recursos e ativos da infraestrutura de TI (armazenamento e processamento), além da velocidade na utilização de dados.

3 – Busque soluções versáteis para sua equipe de TI

Sistemas e softwares podem oferecer versatilidade que permitem menos trabalho no gerenciamento, garantindo mais compatibilidade na execução das tarefas dentro de uma cadeia produtiva.

Tendências de infraestrutura de TI vem buscando funcionalidades e ferramentas que otimizem cada vez mais seus processos diários.

4 – Troque aquisições de licenças por serviços

Muitas empresas vêm buscando modernização através da otimização de tempo e recursos.  Dando mais atenção ao core business, estratégia e mercado no qual atua.

E o que gestores e lideres em TI ganham com isso?

Redução de custos de investimento, mais flexibilidade de demanda e oferta além de melhoria de performance e escalabilidade.

Soluções e serviços garantem modernização extra a TI, pois é responsabilidade da fornecedora estar em constante atualização e incrementando suas ofertas.

Por: Lucas Salviano Zveaghintev

5 Dicas para manter um bom funcionamento do Data Center de sua empresa

Sabemos que a parte mais importante da Infraestrutura de TI de uma empresa é o Data Center, principal responsável para o futuro e o sucesso do negócio.

Devido ao grande processamento de dados e armazenamento de informação. Um pequeno problema pode gerar na verdade uma dor de cabeça para seu departamento de TI.

Preparamos 5 dicas para ajudar a manter o bom funcionamento do Data Center de sua empresa:

1 – Tenha hábito de manter a política de manutenção do Data Center

Assim como toda manutenção é necessária para todos os tipos de tecnologia, para o Data Center não seria diferente. A manutenção preventiva conhecida como TCO — Total Cost of Ownership). Uma estimativa financeira para garantir o bom desempenho da Infraestrutura. Mantendo sistemas atualizados e as configurações de dispositivos de rede alinhadas com o seu perfil de utilização.

2 – Refrigeração do ambiente

É crucial para todo profissional de TI saber que que a temperatura de um dispositivo possui grande influência na sua performance. Altas temperaturas tendem a diminuir o desempenho e o bom funcionamento do equipamento.

Para garantir que as máquinas funcionem da melhor forma possível, o gestor de TI deve criar um bom sistema de refrigeração. Esse trabalho deve começar pela organização interna das máquinas.

Por exemplo, deve ser feita de forma que o ar possa circular da maneira mais eficiente possível. Caso o orçamento do negócio permita, o gestor também pode investir em sistemas de refrigeração a água para os servidores.

3 – Sistema Anti-Incêndio

Além do problema com quedas de energia, um problema que pode dar muita dor de cabeça a empresa e ao departamento de TI, é o incêndio no data center. Esse é um tipo de ocorrência de alto impacto que se mal gerenciada, causa um grande prejuízo para a empresa. Diante disso, a adoção de um sistema anti-incêndio deve ser prioridade durante a criação de um data center corporativo.

4 – Utilize – Nobreak  

No geral um data center deve ter um nível de disponibilidade elevado. Para que esse objetivo seja atingido, uma série de medidas podem ser adotadas. Entre as que garantem que os dispositivos se manterão ativos mesmo durante quedas de energia, está o uso de nobreaks, além de dar autonomia de trabalho para sua empresa e departamento de TI, aumento da vida útil de seu data center e proteção contra surtos de rede.

5 – Crie um controle de acesso físico e virtual

Devido a grande quantidade de informação é fundamental que a empresa tenha uma sólida politica de segurança e privacidade do data center.

Controlar acesso físico ajuda diminuir chances de pessoas não autorizadas entre no local e principalmente qualquer pessoa a ter acesso informações e até mesmo mexer aonde não deve. Recomendamos a utilização de controle de acesso com biometria e até mesmo acesso por crachás.

Virtualmente, as senhas para a autenticação de usuários devem possuir um alto nível de complexidade. Essa ferramenta de segurança deve ser adotada em todos os sistemas compatíveis com métodos de autenticação de dois passos.

Curtiu às dicas? Se tiver dificuldades podemos ajudar!

Consulte nosso site: https://winetecnologia.com.br/datacenter/