Tag: LGPD

LGPD – Bolsonaro sanciona lei que passa a valer em todo o país

Lei que visa proteger dados pessoais passou a valer desde à ultima sexta-feira 18/09/2020. O Presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei 13.709, que passa a valer em todo o território nacional.

Empresas terão de garantir uma serie de medidas para garantir a proteção e evitar quaisquer violações a dados pessoais que possam prejudicar seus clientes.

Criada em agosto de 2018 ainda sob o mandato de Michel Temer, a LGPD sofreu diversas prorrogações, mas nos últimos dias passou a ganhar força no senado com a queda do artigo 4° do texto, antecipando a vigência da lei.

Apesar do texto esclarecer a estrutura do órgão regulador, o documento não traz garantias da criação efetiva de uma autoridade e nem mesmo com a aprovação da lei nº 14.010, sancionada em junho, a qual prorrogou a aplicação de punições sobre violação de dados para agosto de 2021. 

Wine Tecnologia irá oferecer serviço de Gestão de Dados

Serviço de gestão de dados será oferecido em setembro de 2020.

Wine Data Analytics

Wine Tecnologia passará a oferecer seu primeiro serviço digital para empresas, visando ajudar a extrair dados e informações mais precisas na hora da tomada de decisões estratégicas no digital.

Sabemos que a transformação digital está sendo um dos maiores desafios de empresas nesses últimos anos, nós da Wine Tecnologia vemos a gestão de dados como o novo petróleo. É necessário saber como coletar, extrair, analisar, classificar, inspecionar e comparar todas as informações que temos à nossa disposição. Ou seja, saber como fazer uma gestão de dados eficiente.

Metodologia Wine Data Analytics

Análise inteligente de grandes quantidades de informações que são armazenadas pelas empresas, dados coletados por ferramentas BI (Businee Intelligence) e Big Data.

Com o principal objetivo dessas análises em descobrir padrões gerando insights para ajudar organizações e concluir variedades de tarefas como:

  • Otimizar decisões
  • Compreender o comportamento do consumidor
  • Entender tendências de mercado
  • Descobrir novas oportunidades de negócios
  • Melhorar o tempo de produção
  • Reduzir despesas

A previsão para lançamento dessa solução digital, está prevista para setembro de 2020.

Quais são os riscos para empresas que não se adequarem a LGPD?

LGPD – Lei de Proteção Geral de Dados, com o objetivo de aumentar a privacidade de dados pessoais e o poder das entidades reguladoras para fiscalizar organizações.

Entrará em vigor em agosto de 2020, muitas empresas ainda não conseguiram se planejar ou se quer buscar soluções para se adequarem a nova lei e para evitar futuros problemas para sua empresa. Elaboramos essa matéria para alertá-los sobre os possíveis riscos da não adequação a LGPD.

Principais Riscos  

Um doa fatores que mais chamam a atenção das corporações de todos os portes é a penalidade aplicada caso a lei não seja respeitada. A multa pode chegar em até 2% em cima do faturamento anual da empresa e até mesmo ao valor de R$ 50 milhões por infração.

Riscos aos clientes

Empresas que não cumprem a lei podem também ter sinais negativos com seus clientes.

A cada ano que passa, clientes ficam mais criteriosos e desconfiantes perante a instituições que não mantém boas práticas internas. Lembre-se, a reputação de sua empresa é importante e deve ser preservada sempre.

Como será realizada a fiscalização?

Através do órgão criado (ANPD) Autoridade Nacional de Proteção de Dados que irá acompanhar e aplicar as sanções:

–  Fiscalização e aplicação de sanções, atividades de difusão e educação a LGPD

– Estabelecimento de padrões técnicos

– Regulamentação para elaboração de Relatórios de Impactos

– Entre outros

Agora que você já sabe referente ao prazo e sanções que sua empresa pode sofrer, que tal conhecer parte de nossas soluções que podem ajudar a evitar algumas dessas punições?

Acesse: https://winetecnologia.com.br/seguranca-corp/

Por: Lucas Salviano Zveaghintev

Tendências que impactarão Operações e Infraestruturas de TI em 2020

Algumas tendências em 2020 irão ganhar força por um mercado de TI mais global.

O ano de 2020 cobrará uma infraestrutura cada vez mais robusta e eficiente para dar conta a ascensão da transformação digital em todo o mundo.

Além da conectividade empresas da América do Sul entende a necessidade de investir em novos cuidados com Cibersegurança e até mesmo aumentar a capacidade e cuidados de seus Data Center.

LGPD

Com a LGPD a caminho Lei Geral de Proteção de Dados que entra em vigor ainda esse ano, sabemos do papel fundamental de empresas de tecnologia para auxiliar e garantir a proteção de informações e dados armazenados de empresas clientes contratantes de soluções em Cibersegurança. Organizações precisam enxergar a nova lei como uma oportunidade de investir, avaliar, proteger e melhorar a utilização dos seus dados, principalmente para tomar decisões de negócios.

Promessas com o IoT

Nos últimos anos, podemos acompanhar a evolução e maturidade do mercado crescer a ponto de aderir a Internet das Coisas. Tecnologia de processamento de dados, IA e Conectividade possibilitando a criação de soluções escaláveis. Setores mais adiantados na adoção da IoT são as Industrias e o Agronegócio.

Atendimento ao Cliente

Referente ao mercado de atendimento ao cliente, operações de TI devem evoluir na questão de Self-Service, Omnchannel e questões que automatizam processos e reduzem o tempo de respostas ao cliente estarão em alta.

Devido ao novo cenário no qual vivemos causado pela pandemia, soluções de atendimentos como Service Desk e Help Desk estão em alta, para pode atender demandas para empresas que estão mantendo parte de seus colaboradores em regime de Home Office.

Algumas organizações perceberam que fazem tarefas manuais que tomam muito tempo e não geram resultados para seus clientes. Lançando mão de gestão dos processos, será possível reduzir custos para a empresa e gerar uma percepção de maior qualidade para o cliente.

Por: Lucas Salviano Zveaghintev

Você está por dentro da LGPD?

LGPD é a sigla adotada para designar a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei nr 13.709) sancionada em 14 de agosto de 2018 e que entra em vigor a partir de agosto de 2020. 

Se você tem um negócio de qualquer porte ou pretende ter, que lida com informações do público, sejam elas específicas ou simples quanto apenas um nome, é muito importante estar por dentro.

Seja qual for o tamanho do investimento necessário, ele muito provavelmente valerá a pena, porque as multas para quem não se adequar a lei poderá chegar a R$ 50 milhões de reais.

Com a lei sancionada, as empresas passam a ter 18 meses para se adequar às novas exigências.

De forma geral, muitas organizações já possuem processos implementados para atendimento da GDPR que poderão ser adaptados para a LGPD. Por outro lado, inúmeras organizações deverão estruturar novos programas de implantação para garantir a conformidade dentro do prazo estabelecido.

O primeiro passo para adequação é realizar um mapeamento detalhado dos dados pessoais tratados e o seu ciclo de vida. Saber onde estão, como estão armazenados, quem tem acesso, se os dados são compartilhados com terceiros no Brasil ou exterior e quais riscos associados ao ciclo de vida, são algumas perguntas essenciais que todas as organizações devem responder antes estabelecer o programa de implantação.

As tecnologias também serão um dos componentes importantes para as organizações, uma vez que a nova lei traz desafios de gestão e governança de privacidade tais como: a gestão de consentimentos (e respectivas revogações), gestão das petições abertas por titulares (que, em alguns casos, devem ser respondidas imediatamente).