Tag: Dados

5 Dicas para manter um bom funcionamento do Data Center de sua empresa

Sabemos que a parte mais importante da Infraestrutura de TI de uma empresa é o Data Center, principal responsável para o futuro e o sucesso do negócio.

Devido ao grande processamento de dados e armazenamento de informação. Um pequeno problema pode gerar na verdade uma dor de cabeça para seu departamento de TI.

Preparamos 5 dicas para ajudar a manter o bom funcionamento do Data Center de sua empresa:

1 – Tenha hábito de manter a política de manutenção do Data Center

Assim como toda manutenção é necessária para todos os tipos de tecnologia, para o Data Center não seria diferente. A manutenção preventiva conhecida como TCO — Total Cost of Ownership). Uma estimativa financeira para garantir o bom desempenho da Infraestrutura. Mantendo sistemas atualizados e as configurações de dispositivos de rede alinhadas com o seu perfil de utilização.

2 – Refrigeração do ambiente

É crucial para todo profissional de TI saber que que a temperatura de um dispositivo possui grande influência na sua performance. Altas temperaturas tendem a diminuir o desempenho e o bom funcionamento do equipamento.

Para garantir que as máquinas funcionem da melhor forma possível, o gestor de TI deve criar um bom sistema de refrigeração. Esse trabalho deve começar pela organização interna das máquinas.

Por exemplo, deve ser feita de forma que o ar possa circular da maneira mais eficiente possível. Caso o orçamento do negócio permita, o gestor também pode investir em sistemas de refrigeração a água para os servidores.

3 – Sistema Anti-Incêndio

Além do problema com quedas de energia, um problema que pode dar muita dor de cabeça a empresa e ao departamento de TI, é o incêndio no data center. Esse é um tipo de ocorrência de alto impacto que se mal gerenciada, causa um grande prejuízo para a empresa. Diante disso, a adoção de um sistema anti-incêndio deve ser prioridade durante a criação de um data center corporativo.

4 – Utilize – Nobreak  

No geral um data center deve ter um nível de disponibilidade elevado. Para que esse objetivo seja atingido, uma série de medidas podem ser adotadas. Entre as que garantem que os dispositivos se manterão ativos mesmo durante quedas de energia, está o uso de nobreaks, além de dar autonomia de trabalho para sua empresa e departamento de TI, aumento da vida útil de seu data center e proteção contra surtos de rede.

5 – Crie um controle de acesso físico e virtual

Devido a grande quantidade de informação é fundamental que a empresa tenha uma sólida politica de segurança e privacidade do data center.

Controlar acesso físico ajuda diminuir chances de pessoas não autorizadas entre no local e principalmente qualquer pessoa a ter acesso informações e até mesmo mexer aonde não deve. Recomendamos a utilização de controle de acesso com biometria e até mesmo acesso por crachás.

Virtualmente, as senhas para a autenticação de usuários devem possuir um alto nível de complexidade. Essa ferramenta de segurança deve ser adotada em todos os sistemas compatíveis com métodos de autenticação de dois passos.

Curtiu às dicas? Se tiver dificuldades podemos ajudar!

Consulte nosso site: https://winetecnologia.com.br/datacenter/

Ciberataque tem aumento de 300% no Brasil

Aumento de ciberataques cresce no Brasil.
Aumento de ciberataques cresce no país

O caso mais recente foi o hospital Sírio-Libanês, segundo informações houve tentativas de que os cibercriminosos tentaram invadir os sistemas de tecnologia da informação do hospital. Porém, devido à rapidez que a ameaça foi detectada por profissionais do local, não houve perda ou roubo de dados e informações.

Ataques direcionados a ferramentas que permitem esse acesso remoto aumentaram 333% no país, entre fevereiro e abril, segundo levantamento da Kaspersky.

Esse aumento não vem só acontecendo em no nosso país, mas sim em todo o mundo, empresas como: Nintendo, Honda, o governo australiano até mesmo uma Usina nuclear na Índia e entre outras.

Recentemente o governo de Israel respondeu um ciberataque com força militar.

Isso tudo nos leva a refletir a importância de investir em Cyber Security, um assunto que ainda é muito especulado, porém poucas empresas aderiram ou dão prioridade ao assunto.

Sabemos que dados e informações são o novo petróleo do mundo, quanto vale a perda de dados e seus vazamentos? Acreditamos que dependendo de caso a caso, mais que o investimento em Cyber Security.

Por: Lucas Salviano Zveaghintev

Wine Tecnologia irá oferecer serviço de Gestão de Dados

Serviço de gestão de dados será oferecido em setembro de 2020.

Wine Data Analytics

Wine Tecnologia passará a oferecer seu primeiro serviço digital para empresas, visando ajudar a extrair dados e informações mais precisas na hora da tomada de decisões estratégicas no digital.

Sabemos que a transformação digital está sendo um dos maiores desafios de empresas nesses últimos anos, nós da Wine Tecnologia vemos a gestão de dados como o novo petróleo. É necessário saber como coletar, extrair, analisar, classificar, inspecionar e comparar todas as informações que temos à nossa disposição. Ou seja, saber como fazer uma gestão de dados eficiente.

Metodologia Wine Data Analytics

Análise inteligente de grandes quantidades de informações que são armazenadas pelas empresas, dados coletados por ferramentas BI (Businee Intelligence) e Big Data.

Com o principal objetivo dessas análises em descobrir padrões gerando insights para ajudar organizações e concluir variedades de tarefas como:

  • Otimizar decisões
  • Compreender o comportamento do consumidor
  • Entender tendências de mercado
  • Descobrir novas oportunidades de negócios
  • Melhorar o tempo de produção
  • Reduzir despesas

A previsão para lançamento dessa solução digital, está prevista para setembro de 2020.

Quais são os riscos para empresas que não se adequarem a LGPD?

LGPD – Lei de Proteção Geral de Dados, com o objetivo de aumentar a privacidade de dados pessoais e o poder das entidades reguladoras para fiscalizar organizações.

Entrará em vigor em agosto de 2020, muitas empresas ainda não conseguiram se planejar ou se quer buscar soluções para se adequarem a nova lei e para evitar futuros problemas para sua empresa. Elaboramos essa matéria para alertá-los sobre os possíveis riscos da não adequação a LGPD.

Principais Riscos  

Um doa fatores que mais chamam a atenção das corporações de todos os portes é a penalidade aplicada caso a lei não seja respeitada. A multa pode chegar em até 2% em cima do faturamento anual da empresa e até mesmo ao valor de R$ 50 milhões por infração.

Riscos aos clientes

Empresas que não cumprem a lei podem também ter sinais negativos com seus clientes.

A cada ano que passa, clientes ficam mais criteriosos e desconfiantes perante a instituições que não mantém boas práticas internas. Lembre-se, a reputação de sua empresa é importante e deve ser preservada sempre.

Como será realizada a fiscalização?

Através do órgão criado (ANPD) Autoridade Nacional de Proteção de Dados que irá acompanhar e aplicar as sanções:

–  Fiscalização e aplicação de sanções, atividades de difusão e educação a LGPD

– Estabelecimento de padrões técnicos

– Regulamentação para elaboração de Relatórios de Impactos

– Entre outros

Agora que você já sabe referente ao prazo e sanções que sua empresa pode sofrer, que tal conhecer parte de nossas soluções que podem ajudar a evitar algumas dessas punições?

Acesse: https://winetecnologia.com.br/seguranca-corp/

Por: Lucas Salviano Zveaghintev